Domicio do Nascimento Junior
 

Seleção para leitura
Consorciacao de pastagens
Manejo do Pastejo
Considerações do Professor
Avaliação de Pastagens com Animais
Avaliação de Forrageiras
Avaliação da Digestibilidade
Anatomia e Histologia
Adubação nitrogenada
Consumo
Capim-Elefante
Desfolhação
Degradação de Pastagens
Formação de pastagens
Ecologia
Fixação de Nitrogênio
Fenação
Irrigação de pastagens
Glossário
Manejo de pastagens
Morfogênese
Nutrição a pasto
Queima de pastagens
Produção de Matéria Seca das Pastagens
Perfilhamento
PRODUÇÃO ANIMAL A PASTO
Pastagens Nativas
Produção de sementes
Principios de Fisiologia
Pragas das pastagens
Raízes
Reciclagem de Nutrientes
Silagem
Seletividade animal
Suplementação
Sustentabilidade de pastagens
Valor Nutritivo

   Sustentabilidade de pastagens

      FLUXOS DE CARBONO E NITROGÊNIO EM PASTOS SOB PASTEJO
       
  1/10/2004  

Denise Baptaglin Montagner
Disciplina: ZOO 750 e 753
Viçosa, MG, Brasil, 2004

A produção animal, a partir do uso de pastagens, implica na interferência do homem na utilização de conhecimentos que permitam garantir a preservação dos ecossistemas existentes e assegurar a qualidade e quantidade de forragem compatível
com a produção animal pretendida e permitida pelo meio. A existência de fatores não controláveis torna ainda mais importante o conhecimento das potencialidades da
produção forrageira permitida pelo clima e pelas principais limitações edáficas que controlam a produção primária.
A produtividade primária de um pasto é determinada basicamente pela quantidade de carbono (C) acumulada por unidade de área de solo, por unidade de tempo. O carbono é o principal constituinte dos tecidos vegetais e a taxa de acúmulo de biomassa de um pasto é determinada pela taxa com que o nutriente é assimilado pelas plantas. O acúmulo de C na matéria verde é resultante dos processos de fotossíntese bruta, perdas
respiratórias e distribuição entre raiz e parte aérea.
O acúmulo de C é influenciado pelo teor de nitrogênio (N) no tecido vegetal. A aquisição de N, tanto pela fixação por leguminosas ou pela absorção mineral também depende da aquisição de C pelas plantas. A dinâmica da utilização destes dois recursos para o desenvolvimento das plantas está intimamente associada. O C é adquirido pelas folhas, e o N, pelas raízes, assim o fluxo de tecidos nas plantas poderá ser
completamente entendido pela análise da aquisição, distribuição e utilização destes recursos pelas raízes e parte aérea.
O balanço entre os fluxos de C, N e água em respostas aos diferentes regimes de desfolhação, constitui na distribuição dos recursos produtivos gerados no ecossistema pastagem. O suprimento de C após desfolhações severas em lotação rotacionada, é principalmente dependente da dinâmica de expansão da área foliar. Em pastos utilizados
continuamente, este suprimento é determinado pelo índice de área foliar (IAF) mantido.
O objetivo desta revisão é abordar os fluxos de carbono e nitrogênio no ecossistema pastagem e a resposta destes nutrientes sobre crescimento e desenvolvimento das plantas forrageiras e sobre a regulação dos processos de senescência e produção de biomassa.
 
Retornar Seleção para leitura Artigo  sem moldura do site
 
   :: Fale Conosco ::
Todos os direitos reservados Domicio do Nascimento Junior. Produção do WebSite Valter Lobo