Domicio do Nascimento Junior
 

Seleção para leitura
Consorciacao de pastagens
Manejo do Pastejo
Considerações do Professor
Avaliação de Pastagens com Animais
Avaliação de Forrageiras
Avaliação da Digestibilidade
Anatomia e Histologia
Adubação nitrogenada
Consumo
Capim-Elefante
Desfolhação
Degradação de Pastagens
Formação de pastagens
Ecologia
Fixação de Nitrogênio
Fenação
Irrigação de pastagens
Glossário
Manejo de pastagens
Morfogênese
Nutrição a pasto
Queima de pastagens
Produção de Matéria Seca das Pastagens
Perfilhamento
PRODUÇÃO ANIMAL A PASTO
Pastagens Nativas
Produção de sementes
Principios de Fisiologia
Pragas das pastagens
Raízes
Reciclagem de Nutrientes
Silagem
Seletividade animal
Suplementação
Sustentabilidade de pastagens
Valor Nutritivo

   Manejo de pastagens

      PRODUÇÃO E UTILIZAÇÃO DE GRAMÍNEAS FORRAGEIRAS EM DIFERENTES SISTEMAS DE PASTEJO
       
  29/6/2001  

Trabalho apresentado como parte das exigências da Disciplina ZOO 650 - Forragicultura.
Aluno: Domingos Sávio Campos Paciullo
Prof.: Domicio do Nascimento Jr.
VIÇOSA - MG, Julho - 1997
INTRODUÇÃO
As espécies forrageiras apresentam diferenciadas respostas aos fatores de meio, sejam eles climáticos
(luz, temperatura, precipitação e CO2), edáficos (composição química e física do solo) ou ainda
relacionados aos processos de pastejo e pisoteio do animal. Assim, de complexas interações que
combinam atributos genéticos e efeitos do ambiente sobre os processos fisiológicos e características
morfológicas das plantas, resulta a produtividade do pasto e sua transformação em produto animal.
A interferência do homem na produção animal a partir do uso de pastagens deve (1) garantir a perenidade
do sistema adotado, seja ele baseado no uso de pastagens naturais ou cultivadas, (2) assegurar um
compromisso entre a oferta de quantidade e qualidade de forragem compatível com a produção animal
pretendida e permitida pelo meio, e (3) simplificar e reduzir custos ou aumentar a margem líquida
(NABINGER, 1997). Para alcançar estes objetivos, é necessário que o manejo da pastagem,
caracterizado pelo sistema de pastejo adotado, fertilização, pressão de pastejo, etc, seja adequado às
características morfofisiológicas das plantas forrageiras.
A seguir, serão discutidas algumas características morfológicas e fisiológicas das plantas forrageiras que
condicionam a produção animal em pastejo, sendo abordados aspectos relacionados ao crescimento
(rebrotamento) e utilização da forragem em diferentes sistemas de pastejo.
 
Retornar Seleção para leitura Artigo  sem moldura do site
 
   :: Fale Conosco ::
Todos os direitos reservados Domicio do Nascimento Junior. Produção do WebSite Valter Lobo