Domicio do Nascimento Junior
 

Seleção para leitura
Consorciacao de pastagens
Manejo do Pastejo
Considerações do Professor
Avaliação de Pastagens com Animais
Avaliação de Forrageiras
Avaliação da Digestibilidade
Anatomia e Histologia
Adubação nitrogenada
Consumo
Capim-Elefante
Desfolhação
Degradação de Pastagens
Formação de pastagens
Ecologia
Fixação de Nitrogênio
Fenação
Irrigação de pastagens
Glossário
Manejo de pastagens
Morfogênese
Nutrição a pasto
Queima de pastagens
Produção de Matéria Seca das Pastagens
Perfilhamento
PRODUÇÃO ANIMAL A PASTO
Pastagens Nativas
Produção de sementes
Principios de Fisiologia
Pragas das pastagens
Raízes
Reciclagem de Nutrientes
Silagem
Seletividade animal
Suplementação
Sustentabilidade de pastagens
Valor Nutritivo

   Perfilhamento

      Dinâmica do Perfilhamento em Pastagens Sob Pastejo
       
  11/6/2001  

Aluno: Acyr Wanderley de Paula Freitas Matr.: 32779
Prof.º: Domicio do Nascimento Junior

Trabalho apresentado como parte das exigências da disciplina ZOO 650 –Forragicultura.


A perenidade das gramíneas forrageiras é garantida pela sua capacidade em rebrotar após cortes ou pastejo sucessivos, ou seja, é a sua capacidade de emitir folhas de meristemas remanescentes e/ou perfilhar que lhe permitem a sobrevivência
às custas da formação de uma nova área foliar. O conhecimento da dinâmica de aparecimento de perfilhos após o corte é de grande utilidade para o manejo racional de diferentes cultivares (BARBOSA et al., 1998a).
Em pastagens sob pastejo as plantas estão sujeitas à desfolhação seqüencial, da qual freqüência e intensidade dependem principalmente do sistema de manejo da
pastagem (LAMAIRE, 1997). O pastejo tanto por animais silvestres quanto domésticos exerce grande influência sobre a produtividade dos sistemas de pastagens pela desfolhação das plantas através do seu consumo e pelos danos
físicos causados pelos movimentos dos animais (HEADY e CHILD, 1994).
O pastejo inclui quatro aspectos da desfolhação: intensidade, freqüência, sasonalidade e seletividade. Cada um destes fatores influencia o crescimento e a reprodução das plantas diferentemente, e conseqüentemente, a vegetação sendo
pastejada (HEADY e CHILD, 1994). Os animais podem ser manejados para influenciar a vegetação através da mudança do seu impacto nos quatro aspectos da desfolhação.
A resposta do perfilho a desfolhação depende da espécie, do estágio fenológico na época da desfolhação e da freqüência e intensidade desta e estação do ano (MULLAHEY et al., 1991).
O perfilhamento de gramíneas forrageiras tem sido apontado como a característica mais importante para o estabelecimento da produtividade dessas plantas.
A produção primária de uma pastagem é determinada pela quantidade de carbono acumulada por unidade de área de solo, por um relvado, por unidade de tempo (LEMAIRE, 1997). Há tempos, tem-se destacado a importância de se realizarem medições mais detalhadas dos componentes do crescimento do pasto e suas interações com o meio ambiente, a fim de se obter, por intermédio de manejo, aumento na produção primária das pastagens (GRANT e MARRIOT, 1994).
A descrição do pasto em condição vegetativa, segundo LEMAIRE (1997), pode ser definida pela caracterização e combinação das variáveis morfogênicas, em que a taxa de aparecimento foliar, a taxa de alongamento foliar e a duração da vida das folhas são as três características mais importantes.
 
Retornar Seleção para leitura Artigo  sem moldura do site
 
   :: Fale Conosco ::
Todos os direitos reservados Domicio do Nascimento Junior. Produção do WebSite Valter Lobo