Domicio do Nascimento Junior
 

Seleção para leitura
Consorciacao de pastagens
Manejo do Pastejo
Considerações do Professor
Avaliação de Pastagens com Animais
Avaliação de Forrageiras
Avaliação da Digestibilidade
Anatomia e Histologia
Adubação nitrogenada
Consumo
Capim-Elefante
Desfolhação
Degradação de Pastagens
Formação de pastagens
Ecologia
Fixação de Nitrogênio
Fenação
Irrigação de pastagens
Glossário
Manejo de pastagens
Morfogênese
Nutrição a pasto
Queima de pastagens
Produção de Matéria Seca das Pastagens
Perfilhamento
PRODUÇÃO ANIMAL A PASTO
Pastagens Nativas
Produção de sementes
Principios de Fisiologia
Pragas das pastagens
Raízes
Reciclagem de Nutrientes
Silagem
Seletividade animal
Suplementação
Sustentabilidade de pastagens
Valor Nutritivo

   Manejo de pastagens

      LIMITAÇÕES NUTRICIONAIS DAS FORRAGEIRAS TROPICAIS x SELETIVIDADE x ESTRATÉGIAS DE SUPLEMENTAÇÃO
       
  8/6/2001  

Aluno: Ronaldo Lopes Oliveira Aluno: Ronaldo Lopes Oliveira
P r o f .: M á r i o F . P a u l i n o P r o f .: M á r i o F . P a u l i n o

Trabalho apresentado como parte Trabalho apresentado como parte das exigências da Disciplina ZO das exigências da Disciplina ZOO O 7 9 6

No Brasil, a alimentação, na pecuária de corte e leite, é grandemente sustentada pelas forrageiras, principalmente sob a forma de pastejo, que devem suprir os nutrientes energia, proteína, minerais e vitaminas essenciais à produção animal. Nestas condições, enfatiza-se a importância dos conceitos de valor nutritivo e de valor alimentício das forrageiras (GOMIDE e QUEIROZ, 1994).
Em algumas situações, a produção animal é limitada pelo valor nutritivo das pastagens (altamente dependente do clima, da fertilidade do solo, da espécie forrageira etc) e pela oferta de forragem (OF) ou pastejo seletivo, devidos tanto à pressão de pastejo como à produção de matéria seca.
O valor nutritivo e a OF não devem ser considerados separadamente, visto que apenas a presença da planta no sistema não significa necessariamente
produção animal já que a forragem precisa estar disponível também para o trato gastrintestinal e metabolismo do animal. Por outro lado, pastagens formadas por plantas altamente digestíveis e palatáveis, porém com reduzidas quantidades de massa verde, contribuirão pouco para a produção de carne ou leite.
Contudo, medidas podem ser tomadas para equacionar valor nutritivo e oferta de pasto de maneira a fornecer ao animal alimento suficiente para suprir suas exigências nutricionais, mantendo o sistema de produção estável. Outra medida seria lançar mão da suplementação estratégica, visto que em qualquer
região, limitações nutricionais ocorrem em conseqüência de a quantidade e a qualidade da forragem disponível não serem adequadas. Essas limitações podem ocorrer por períodos curtos ou longos, dependendo da extensão da estação de crescimento.
 
Retornar Seleção para leitura Artigo  sem moldura do site
 
   :: Fale Conosco ::
Todos os direitos reservados Domicio do Nascimento Junior. Produção do WebSite Valter Lobo