Domicio do Nascimento Junior
 

Seleção para leitura
Consorciacao de pastagens
Manejo do Pastejo
Considerações do Professor
Avaliação de Pastagens com Animais
Avaliação de Forrageiras
Avaliação da Digestibilidade
Anatomia e Histologia
Adubação nitrogenada
Consumo
Capim-Elefante
Desfolhação
Degradação de Pastagens
Formação de pastagens
Ecologia
Fixação de Nitrogênio
Fenação
Irrigação de pastagens
Glossário
Manejo de pastagens
Morfogênese
Nutrição a pasto
Queima de pastagens
Produção de Matéria Seca das Pastagens
Perfilhamento
PRODUÇÃO ANIMAL A PASTO
Pastagens Nativas
Produção de sementes
Principios de Fisiologia
Pragas das pastagens
Raízes
Reciclagem de Nutrientes
Silagem
Seletividade animal
Suplementação
Sustentabilidade de pastagens
Valor Nutritivo

   Manejo de pastagens

      Comportamento ingestivo de ruminantes: bases para o manejo sustentável do pasto.
       
  12/8/2008  

Paulo César de Faccio Carvalho & Anibal de Moraes

Introdução

O entendimento das relações planta-animal evoluiu de forma relevante no final do século passado. A contribuição da área de ecologia, aliada a um avanço das ciências agrárias na preocupação com o ambiente, direcionou um esforço na compreensão de como os animais e as plantas forrageiras se relacionam. O enfoque então deixou de ser apenas a produtividade animal e passou-se a
investigar os processos e as razões envolvidas no ato do animal buscar o seu alimento na pastagem.
Acreditamos que este novo foco nas relações planta-animal, ainda emergente, já esteja contribuindo para os novos patamares de produção animal que temos observado recentemente, onde forrageiras “antigas” têm apresentado “novos” resultados de desempenho animal. Os conceitos de oferta de forragem e
estrutura do pasto, dentre outros, estão em crescente processo de aceitação por parte das comunidades científica e técnica, e já se tornam comuns registros de desempenhos animais individuais muito acima do que se obtinha até a década de 90.
O manejo do processo de pastejo, particularmente via definição de atributos do pasto a ele relacionados (e.g., altura), tem avançado demonstrando a importância de se compreender os processos envolvidos na busca da forragem pelo animal em pastejo com vistas à otimização do uso do pasto. O animal é capaz de nos demonstrar, através de seu comportamento em pastejo, as características de seu ambiente pastoril. Para o bom observador, ele emite sinais sobre a abundância e qualidade de seu alimento que, se utilizado para
ponderar ações de manejo, pode vir a se tornar um importante ferramenta de gestão do animal no pasto.
Se não bastassem as razões associadas ao auxílio no manejo do recurso pastoril, o comportamento dos animais também tem assumido importância pelas recentes demandas da sociedade em relação ao bem-estar dos animais.
Portanto, torna-se importante que aqueles que exercem a zootecnia se conscientizem de que a produção animal num futuro próximo não seguirá metas apenas associada à produtividade, mas também objetivos quanto ao ambiente de produção. Para nós que exploramos o ambiente pastoril, um novo prisma de manejo urge, onde a produtividade deve ser balizada por características associadas à manutenção dos serviços prestados pela
pastagem como componente de um ecossistema (Carvalho, 2005).
Este trabalho versa sobre o processo de produção animal em pastagens, com foco sobre como é possível utilizar o comportamento dos animais em pastejo como importante ferramenta auxiliadora de ações de manejo. Para isto, a natureza do processo de pastejo é descrito, para que então se possa discutir o comportamento ingestivo dos animais nas suas diferentes escalas espaçotemporais.

--------------------
Carvalho, P. C. F. ; MORAES, Anibal de . Comportamento ingestivo de Ruminantes: bases para o manejo sustentável do pasto. In:
Ulysses Cecato; Clóves Cabreira Jobim. (Org.). Manejo Sustentável em Pastagem. Maringá-PR: UEM, 2005, v. 1, p. 1-20.
 
Retornar Seleção para leitura Artigo  sem moldura do site
 
   :: Fale Conosco ::
Todos os direitos reservados Domicio do Nascimento Junior. Produção do WebSite Valter Lobo